Portaria nº. 19 de 2008 do MEC:

Art. 10 A bolsa de estudos será encerrada pelo coordenador ou representante(s) do
ProUni, nos seguintes casos:
(…)
V – rendimento acadêmico insuficiente, PODENDO o coordenador do ProUni, ouvido(s)
os responsáveis pela(s) disciplina(s) na(s) qual(is) houve reprovação, autorizar, por
uma única vez, a continuidade da bolsa;
(…)
§ 1° Para efeitos do disposto no inciso V deste artigo considera-se rendimento
acadêmico insuficiente a aprovação em menos de 75% (setenta e cinco por cento) das
disciplinas cursadas em cada período letivo.
(…)

Muitos tem me perguntado se o Coordenador do Prouni é obrigado a dar a segunda chance no caso de reprovação em mais de 25% das disciplinas matriculadas…

Como se lê no artigo, a normativa diz PODENDO, ou seja, o Coordenador não é obrigado a dar a segunda chance. Ele o faz se entender que o aluno merece a segunda chance e isso ele o faz baseado na consulta aos professores que reprovaram o mesmo. Estes devem dizer as razões pela qual o aluno foi reprovado, se este era assíduo, participativo, bom aluno… essas coisas… Dependendo do estes disserem, o Coordenador pode negar, sem dar a segunda chance, nos termos da lei. É como tem acontecido em muitos casos…

Por isso eu sempre digo: não contem com a segunda chance… ela pode não vir…

Conseguir uma bolsa é algo muito difícil hoje em dia. A concorrência é muito grande, as vagas tem se tornado escassas e a cobrança pela qualidade por parte do MEC tem feito com que a instituições endureçam a cobrança e o nível de exigência.

Não perca a sua chance…

Anúncios